Núcleo de Pesquisa “Psicanálise, corpo e medicina”

Frequência: quinzenal, 
Dia: quintas-férias
Horário: 12:00 às 13:30
Inicio: 10/03/2022
Plataforma: Meeting

Coordenação: Eduardo Camargo Bueno e James De Moura Valeriano

Contato: eduardocbueno77@gmail.com, jamesmoura4@gmail.com (19) 99169-5138 e (19) 99609-1612 

Argumento 2022

O Núcleo de pesquisa “Psicanálise, corpo e medicina” parte da fala de Lacan aos médicos publicada como “O lugar da psicanálise na medicina”, em que aborda os impasses na prática da cura quanto a demanda, a ética e a relação entre saber e corpo, provocados pelo estabelecimento da biopolítica e a aliança entre medicina e ciência moderna. Lacan nomeia o efeito desses impasses como “falha epistemossomática”, que define como a exclusão do gozo do corpo na resposta à demanda de cura dirigida pelos doentes. Considerando que a dimensão ética é a que se estende em direção ao gozo, e que para a psicanálise “Um corpo é algo feito para gozar, gozar de si mesmo”, excluir o gozo implicaria em excluir a dimensão ética na resposta a essas demandas. Nossa investigação partirá da discussão de casos clínicos em que o gozo do corpo escapa, não cabe, nas medições e definições com que a ciência subsidia a medicina e o campo da saúde. Nossa aposta é que o debate clínico e epistemológico partir de Freud e Lacan contribuam na construção de coordenadas clínicas diante desses impasses, a partir do trabalho de investigação de cada um.

Bibliografia:
Lacan, J. (2001[1966]), ” O lugar da psicanálise na medicina”. In: Opção Lacaniana – Revista Brasileira Internacional, 32. São Paulo: Edições Eólica
Sigmund, F. “Sobre o narcisismo: uma introdução (1974 [1914]). In: Edição Standart das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud, volume XIV. Rio de Janeiro: IMAGO Editora.
Shopping Basket