Entrevários 17

A Revista Entrevários 17 é dedicada ao tema da Interpretação, este conceito esteve no cerne da doutrina e da técnica freudianas. Interpretando os sonhos Freud nos ensina o que é a interpretação, faz da técnica da interpretação parte integrante da técnica psicanalítica. Todas as formações do inconsciente – sonhos, atos falhos, chistes e sintomas – são passiveis de interpretação.
Lacan faz seu retorno a Freud se servindo da linguística e é sob este prisma que ele relê o conceito de interpretação, abordando-o de diferentes maneiras ao longo de seu ensino.
No ano de 1953, em “Função e campo da fala e da linguagem em psicanálise” introduz a ideia de que a interpretação em psicanálise pode ser uma pontuação. Em 1958, em “A direção do tratamento e os princípios de seu poder” coloca a questão do lugar da interpretação com o objetivo de abordar o lugar do analista. Em seu “Seminário 6: o desejo e sua interpretação”, começa a examinar a interpretação do desejo. Nos dirá Miller, em uma publicação da diretoria na rede de 2013 intitulada O Outro sem o Outro…

Sumário

SUMÁRIO

11 Editorial
Milena Vicari Crastelo

15 Referência

17 Os limites da Interpretação
Marie-Hélène Brousse

45 Da Clínica …

47 Seu corpo não é seu ser
Luciana Ernanny Legey

51 Sobre o conceito de interpretação e algumas funções
Marcella Pereira de Oliveira

57 O sujeito o vazio e a interpretação
Maria Aparecida Malveira

61 Interpretação e Corpo – apontamentos iniciais
Paola Salinas

65 Inconsciente interpretante
Paula Catunda

69 … ao conceito

71 A criança, o inconsciente, a família – o que se interpreta?
Heloisa Prado Rodrigues da Silva Telles

79 A loucura e o Pai
Veridiana Marúcio

87 Psicanálise e a Cidade

89 Conversas com a cidade
Fabiola Ramon, Kátila Kormann Morel, Ricardo Coimbra de Mendonça, Roberta Augusta Borges Calixto Paravidini.

97 RESUMOS

106 NORMAS DE PUBLICAÇÃO

Shopping Basket